10.9.14

Fica!



"Desfizemos lentamente o nosso abraço como se, por absurdo,  tivéssemos receio de nos podermos magoar. Como se pudéssemos ter ficado agarrados por qualquer parte que era agora ainda preciso rasgar."
Pedro Paixão


Como foi difícil deixar-te ir, queria prender-te dentro dos meus braços, queria não ter-te deixado voltar ao mundo, à tua realidade. Esqueci o mundo por um par de horas que troquei pelas tuas mãos em mim, pela tua boca sedenta de mim, pela vontade mútua de ser-mos apenas nós ali perdido no meio do nada... tu e eu... derretidos em carícias infindas, em trocas de sorrisos cúmplices, em olhares profundos... matas-me o simples desejo de ser amada debaixo desta capa de forte, fria, calculista... fazes-me sentir o que nunca senti, como se o mundo parasse nas tuas mãos. E o que mais queria era não mais sair de dentro do teu abraço, onde me sinto em casa...

2 comentários:

Shiver disse...

Quando a Sil está "ocupada" e pelos vistos mais feliz não temos blogue para ler.
Quando se passa o contrário já temos o que ler e ver.
Mesmo assim que tenhas mais vezes a 1ª que a 2ª ;)*

Sil Maria disse...

Não se trata de estar ocupada e de estar inspirada, nem sempre as palavras saiem....
Que assim seja!


Quiçá venh a andar mais por aqui!


Kisses :)