27.10.13

Foi (as)sim!


E foi assim que ela num ápice,
num misto entre o medo e a excitação, meteu a mão...
percorreu as curvas, sentiu a maciez da pele,
sentiu o odor e molhou os dedos...
levou à boca, provando o sabor doce, meio salgado...
inundou-se de sensações,
vestiu o corpo de desejos, e entregou-se à própria morte!

2 comentários:

Vício de Ti disse...

Tão bom :)) quando nós deixamos ir assim

Beijinho

Sil Maria disse...

Adoro deixar-me ir!
Abandonar-me a mim mesma!
:)))