4.12.15

Flashback 2015...



Podia vir aqui escrever um texto ao meu estilo erótico, mas hoje apetece-me divagar pelo ano que daqui a pouco vai terminar, ou que se quiser acabou de começar com o meu aniversário... que dizer dele, o mais surpreendente dos últimos anos, como se isso fosse possível, mas desta vez pela positiva. Apesar dos tarados sexuais que parecem fazer parte da minha existência, é sina, é destino, whatever... estão lá sempre!!!... À parte disso, nunca viajei tanto num ano como neste, até para bem longe do país, se considerar que neste momento me encontro a 2.000km de distância de Portugal, num país mais frio onde habitam corvos, e eles me acompanharam em alguns passeios, quem diria que me sentiria a menina dos corvos ao vivo e a cores. Malas e bilhetes parece que fazem parte de uma rotina minha actualmente. Foram horas de contos de fadas numa serra que adoro tanto, Sintra, o mais romântico dos locais nas mãos de alguém que haveria de me acompanhar ao longo do resto ano. E o Douro, lindo como só ele, cheio de encantos mil, naquelas encostas decoradas a verde, com o azul do rio como paisagem de almoços e jantares, passeios, gargalhadas, danças no meio de pontes, rodeada de olhares invejosos... Passeios de pé descalço a olhar o meu mar, concertos pela noite dentro, momentos mãe e filha como nunca saboreados até à exaustão. E Braga por um canudo, pois também fez parte do programa de 2015, porque há amigos que se conhecem e são para a vida inteira. E depois há outros que se acrescentam à lista todos os anos. Foram camas decoradas de todas as cores, salpicadas de fantasias realizadas, aconchegadas de mimos e risos, amarfanhadas de gemidos a dois numa dança que há tanto tempo era esperada, e que desta vez nem pedi na passagem do ano.

Se a insegurança de não saber se se tem dinheiro na carteira para colocar comida em cima do prato fosse sinónimo de deixar de viver este poderia ter sido o pior dos meus anos, sem saber o que vai acontecer, o que irá suceder em 2016. Venha de lá mais um, e que sejam muitos!!!... Ainda há muita vida para viver e encher o meu baú de memórias.

2 comentários:

Um Dia disse...

Venha o próximo

Beijo Molhado disse...

Que o próximo seja assim, preenchido de cores e prazeres :)