5.10.15

És minha!... diz ele


Quando as saudades me rasgam a pele, sobram as palavras silenciadas no fundo da garganta!

Deixa-me amar-te...
Quero ficar em ti...
Escorregar pela tua pele macia...
Desfeita em orgasmos derretidos...
Empregnada do odor do teu desejo por mim!
Deixa-me ouvir-te gemer nos meus ouvidos
Quando me tens...
Quando me possuis, quando me fazes toda tua...
Lamber-te!
Sugar-te!
Ter-te!
Deixa-me ser serena dentro do teu abraço...
Quando me beijas, e bebes
do liquido doce da paixão!
Deixa-me escorregar por ti
no teu corpo
nos teus braços
Quando se fazem num abraço tão intenso
Que o céu se faz imenso...
Deixa-me morrer às tuas mãos
dominadoras e possantes
Ávidas de me provar
Possuir
Devorar
Ter-me
Desventra-me por mim adentro!
Entra no meu corpo, que é teu,
Sacia o desejo que é urgente
Esse que me rasga a pele
E faz-te meu até à alma...
lá onde quero que fiques
É na alma que quero que mores!

4 comentários:

AC disse...

Tanta paixão! Avassaladora. Deixa-te ir de encontro ao que te faz feliz. Sem medos!

Beijinhoooo Sil

Sil Maria disse...

AC

Estou a tentar com tudo o que sou!!
Até tenho medo da felicidade que sinto...




Beijinhos :)))

goti disse...

...gosto tanto de [te] saber assim, mas tanto! Tu mereces!
Beijo saudoso;)

Sil Maria disse...

Goti,


Minha menina doce, quanto tempo não sei de ti!
Espero-te bem!
Faz-se o que se pode, ou o que a vida nos permite!



Beijo enorme
Quando vieres para estes lados diz alguma coisa!