26.8.15

Amor aos pedaços...

É assim o nosso amor, aos pedaços, aquele que construímos com risos, com dedos entrelaçados, com olhares em silêncio, com beijos, abraços sem fim, e saudades muitas... imensas daquelas que se derretem nos corpos suados, nos gemidos estremecidos, nas provocações constantes, na linguagem de baixo nível, desenhada à língua num corpo que tão bem conheces. É assim o nosso amor, feito de palavras imperfeitas, sussurros baixinhos cantarolados pela alma, e paixões explodidas em uníssono. Retalhos roubados ao tempo, à vida numa vida que fazemos só para nós... E na arena branca da paixão afundas-te em mim sem pudor, levando-me a um lugar onde nos deixamos amar sem pensar em mais nada, e o resto do mundo desaparece como por magia... Os meus olhos dizem: - Vem! - E os teus voam para dentro dos meus na ânsia de conseguir roubar-me só para ti, e no meu ouvido as palavras: - És minha! Os teus braços engolem-me num abraço dos que matam todas as dores, e eu derreto-me em gemidos lânguidos, derretidos nos suores que ambos partilhamos em minutos intermináveis. Os beijos nunca são demais, nunca me canso de saborear a língua atrevida que tanto adora explorar-me. Não me canso de sentir-te o tesão crescer entre as pernas, alagando-me numa humidade oceânica, onde se derrete o amor que nos une. És o príncipe do meu mundo, onde danço com vestes de princesa e sapatinhos de cristal. Sou a mulher que te veste de loucura numa vontade de me consumires até à exaustão, a meretriz que te faz dizer palavrões de fazer corar a mais pura das donzelas, num desejo de me rasgares e encheres de ti em marcas cravadas na memória e no coração. E aos poucos construímos um amor eterno com morte anunciada de cada vez que nos separamos pela distância, e que bate dentro do peito ao som das saudades...

4 comentários:

Imprópriaparaconsumo disse...

Gosto de pessoas que amam aos pedaços e gosto de te ver feliz :)
Beijos grandes

AC disse...

É tempo de ser feliz. Agarra tudo o que a vida te dá com as duas mãos, quanto ao resto... os ses, o depois, ou o fim, tudo isso é depois, muito depois e até lá foste imensamente feliz. No final contas feitas no saldo da vida esse é o balanço que vai importar.

Beijo enorme. Gosto mesmo muito de ti.

Sil Maria disse...

ImprópriaPConsumo,

Eu também adoro ver-te feliz!
Sei que és... vou espiando-te!
Ah e gosto de ti! :)))



Beijocas boas

Sil Maria disse...

AC



Demorou esse nosso encontro, mas aconteceu... o gostar é na mesma medida e tamanho!
É sempre tempo de ser feliz!



E olha eu adoro ler-te!
Tanto me arrancas uma gargalhada como uma lágrima escorrida, mas gosto de pessoas assim... naturais...



Beijoooooooo :)))))