9.3.15

Das incertezas nada sei...


Apenas sei...
Que te ouço suavemente no meu ouvido e viajo...
Que te ouço a falar e me sinto em casa...
Que é estranho - tu dizes... - e eu digo: que seja!


Haverá razões para sentir... pois, dessas incertezas nada sei eu...
Dancemos pois então!

4 comentários:

Imprópriaparaconsumo disse...

Nunca há certezas. Talvez esteja na altura de acreditar que tudo é possível.
Gosto de te sentir assim :)
Beijos

AFRODITE disse...


Beijos Princesa

Sil Maria disse...

Imprópriaparaconsumo,

Tentanto acreditar...
Querendo acreditar...



Beijo :*

Sil Maria disse...

Minha deusa beijooooooo