14.9.13


4 comentários:

Shiver disse...

Eu guardo as marcas boas. Com elas vem a saudade e a vontade de sempre que possível voltar a "marcar" alguém e ser "marcado" também :)

Eros disse...

É uma verdade incontornável, mas há que tentar assimilar o chavão popular: «Só faz falta, quem está presente».

Beijinho doce, minha querida Sil... e um sorriso bem presente :)

Sil disse...

Eu costumo dizer que colecciono boas memórias, mas as más também servem para darmos mais valor às boas...
:)))

Sil disse...

Obrigado pelo sorriso!
:)





O chavão deveria servir de lema, o maior problema é deixar de sentir a ausência...
Mas passará com o tempo!