7.8.13

Os amores que eu já vivi...


Foram todos diferentes e todos iguais na sua essência, porque existe sempre algo que é nosso, que nos pertence à alma e que nos atrai em determinada pessoa. Cada um tinha um feitio diferente, cada um me mostrou um lado meu que eu desconhecia, cada um teve a sua importância no tempo e espaço certos, no momento exacto em que precisei de sentir o que senti, e como tudo na vida evoluíram, cresceram, transformaram-se e morreram, também… porque nada nesta vida é garantido, nada se mantém para sempre igual, e há que reconhecer que a vida é perfeita assim mesmo, com os altos e baixos dos amores que sentimos. Sejam eles mais ou menos platónicos, mais ou menos físicos, sejam eles completos ou incompletos, sejam eles mais longos ou mais curtos, sejam uma paixão que nos arrebata a alma e nos cega, seja um sentimento suave como uma brisa, uma chuva que cai de mansinho, mas todos foram únicos, insubstituíveis, e uns não foram mais importantes que os outros, e o que senti por cada um deles não poderia sentir por mais ninguém, apenas por cada um no momento em que fizeram parte da minha existência, no momento em que cruzaram a linha do meu destino e viveram uma parte dela comigo. E por mais anos que eu possa viver não esquecerei jamais… cada rosto, cada olhar, cada gesto, palavras únicas ditas e que ficam para sempre, cada traço singular de cada um deles, e não se esquece também a dor de se ter de deixar ir, quando assim teve de ser… E de todos eles guardo lembranças boas no baú das minhas memórias, que me fazem ainda hoje sorrir quando me afloram ao pensamento, porque com todos eles eu cresci mais um pouco, posso afirmar que sou também um pouco do que deixaram comigo, nem que tenha sido por um período curto… e por tudo isso agradeço o privilégio de todos se terem cruzado comigo!
E os que ainda virão a cruzar!

14 comentários:

lusoma mar disse...

se é verdade que estamos sempre a evoluir, deixas aqui bem presente que fazes de ti
e da tua evolução um bom sentido de quem vive e quer viver..

Um senão, se tudo o que aqui deixas foi assum tão bom,, em vez do dito Baú,,e direi
apenas o lado melhor do teu pódium,,,
Parabens...
Kiss

VEM-TE PARA MIM! disse...

Inebria-me esse teu jeitinho especial de me fazeres sentir percorrido pelas tuas emoções.
Beijo,
Cum

DoiSaboresELA disse...

Quando aprendemos e evoluímos com cada experiência vivida, com cada amor sentido, e porque conseguimos aceitar tudo o que a vida nos traz. E isso nem sempre e facil :)
Um beijo grande menina linda

bomamigo disse...

Assim sendo, vale sempre a pena vivê-los dessa forma bonita...
Beijo enorme

Soul disse...

É assim que crescemos,que aprendemos e damos valor ao que vivemos.Tudo faz parte...
Aos que foram,aos que são,aos que virão a ser...

Beijoca tão grande :*

Sil disse...

Gosto de me ultrapassar a mim mesma.... não tenho pretensão de ser melhor que os outros, apenas melhor hoje do que fui ontem.

Não há aqui ninguém medalhado... e nem tudo foram rosas, ou teria apenas existido um...
:)

Sil disse...

Se entendi bem, as milhas palavras chegaram aí, e deixaste-as percorrer-te.... fico envaidecida...
:)





Beijos

Sil disse...

Nem sempre é fácil mesmo, mas com treino acabamos olhando a vida de uma outra forma mais doce, menos sofrida, aceitando que ela nos traz o certo no exacto momento que precisamos.
:)




Beijoca enorme em ti, mulher grande

Sil disse...

Valeram sim!
Espero que os que ainda não chegaram sejam de valor ainda melhor...
:)))

Sil disse...

Isso mesmo... tu entendes-me, não preciso de muitas palavras.
"Tudo faz parte" sim!
:)





Beijo daqueles com xi <3 apertado em TI

lusoma mar disse...

tens razão Soul , haja memória para as coisas boas que nos acontecem,,,
será que seremos mais.... quem sabe..
bjocas com sabor a maresia..

Sil disse...

Somos todos mais a cada dia quando nos permitimos ser!
:)






Mar.... adoro mar... saudades dele, porque vivo longe...
beijos e bom fds

lusoma mar disse...

Sabes Sil....Se adoras o mar ,, adoras viver,,,, fixe..
pensa num bom cheiro a maresia e numa lua vista deitada na areia,,heheheh.
bjs ,,

Sil disse...

Adoro viver sim!
Mas penso que isso é uma conclusão óbvia para quem me lê, e não vem do meu gosto pelo mar.
:)