16.8.13

...

 
 "Desnudados num espelho sem reflexo de pecado ou de censura... essa que faz o Homem parar de sonhar-se noutro espaço de plenitude, como um rio que corre para descansar no mar. Exigem que se gostem não pelo que apenas aos olhos se lhes apetece, mas pelo muito mais que ao coração sente e percebe em par... abraços que não abracem o corpo mas sim a alma. Não mais o consolo de sentidos se não há exaustão dos mesmos, dentro de portas que se esquecem de aconchegar... Estão algures... sonhando um com o outro, provavelmente ainda nem se conheçam... mas será tão somente uma questão de tempo, até o caminho unir essas vidas que se complementam, outros chamar-lhe-ão destino, e estão ávidos para amar e fazer o outro feliz! O lugar desse tempo que ficará neles. No sossego sem palavras mortas do horizonte desejado...
ELES estão por aí... ELES... assim simples!"
MJ

2 comentários:

lusoma mar disse...

eles estão por ai... gostei ,, mas e elas, estarão por aí tb,,!!o tal consolo do sentidos....srá que faaz mesmo sentido
vamos sempre consolar os insatisfeitos dos sonhos, do desassossego da paixão..
Se concordas... of course...!! ou não..

Sil disse...

Lê lá de novo o texto... não são eles de homens, mas de casal!
Fica um pouco diferente do cenário que estavas a ver!
:)