2.7.13

Sopro nocturno

O ar fresco da noite entrava pela janela, ela no seu mundo de sombras permanecia deitada, nua, aberta, ansiosa, pronta... fechava aos olhos e obedecia-lhe cegamente... ele estava lá entre as suas coxas, quase imóvel, apenas fazendo-a sentir a sua respiração, o seu cheiro ao inspirar o aroma que brotava dela. Os dedos, esses ganhavam vida a cada segundo, percorrendo levemente cada centímetro da pele do corpo, ainda inerte, e a cada avanço, o respirar intensificava-se, o ritmo cardíaco iniciava a corrida, sobrepunha-se ao real, fazia a mente evadir-se para aquele mundo só deles, onde tudo era absolutamente possível. Apenas o chilrear dos pássaros vindo do mundo lá fora a fazia lembrar-se que ainda existia como corpo, e que este pedia toques mais profundos a cada invasão suave do toque da ponta dos seus dedos, que percorriam agora cada curva como se fossem a extensão do desejo dele por ela, fazendo-a arrepiar-se, encolher-se, arquear-se sobre si mesma. As ordens eram dadas, ouvia-lhe a voz na mente - "mais um dedo"- e não lhe resistia, antes pedia mais, desejava mais, gritava para ser fundamente preenchida por ele, deixava-se levar embrenhando-se nas sensações que a voz lhe sussurrava, e o corpo, esse exigia que fosse invadido, penentrado mais e mais... o caminho fazia-se a um ritmo cada vez mais acerelado, alucinando-lhe a mente, fazendo-a perder-se de si mesma, não era mais dela, pertencia-lhe a ele, na hora em que o corpo a abandonava para se extinguir na violência do orgasmo.

12 comentários:

opusdesiderium disse...

um sopro prefeito....
este deixou-me quase sem folgo.

beijos*

Estrela disse...

Viagens ao centro de nós Sil....e é tão bom!
Porque há pessoas que estão sempre presentes em nós...mesmo quando não se veêm.

Sublime texto Sil, escreves tão bem....fazes sentir!

Beijo *Estrela*do*

DoiSaboresELA disse...

A recuperar o fôlego depois de te ler...
Es fogo!
Adorei!
Beijossss

Herculano Garrano disse...

Era eu que estava no jardim a contemplar...tanto prazer...mas não quis incomodar...

goti disse...

...vou ali recuperar o fôlego ou não... ;)

Beijo doce,

Sil disse...

A perfeição não existe, mas tenta-se chegar lá. Pelo menos a minha, sempre superando-me.
Queres ver que com a tua experiência de vida ainda te consigo tirar o fôlego. eheheheh
:)





Beijo
GGT

Sil disse...

Adoro viagens ao centro de mim.
E sim, há quem mesmo sem a presença física, se faça mais presente que algumas outras.
:)


Fiquei de sorriso nos lábios ao saber que fiz sentir.



Beijo Estrela que brilha

Sil disse...

Às vezes sou fogo mesmo... a culpa é de Vénus.

beijo
:)

Sil disse...

sério?
E eu que nem dei por nada, perdida que estava no meu prazer.
:)

Sil disse...

Não recuperes... ou queres ajuda!?




beijo :)

opusdesiderium disse...

É verdade Sil tiraste-me o folgo sim…
experiência de vida é isso, danos o privilégio de saber escolher o que nos aquece em detrimento do que, não nos aquece nem arrefece …;///

Beijo
GGT

Sil disse...

É verdade, tenho de concordar contigo, neste momento só me permito ao que mexe comigo, o resto que se lixe!
:)






kisses
GGT